O modelo antropológico-médico de Barahona Fernandes e a psicopatologia

José Manuel Jara

Resumo



A obra de Barahona Fernandes mantém valor actual, respondendo às necessidades de uma psiquiatria clínica mais aprofundada, apetrechada para um conhecimento mais completo da pessoa doente e da doença psiquiatrica. Observar, ouvir e compreender a pessoa em sofrimento, apurar a psicopatologia e diagnosticar a doença na sua complexidade, requer um método e um conhecimento teórico e prático de domínios diferentes mas integrados.
Para Barahona Fernandes há que proceder a uma cuidadosa análise do estado mental da pessoa enferma a par do conhecimento da história de vida e da personalidade na sua evolução. As tentações reducionistas, resultantes de visões unilaterais, que tomam a parte pelo todo, sejam psicológicas, psicanalíticas, sociológicas ou biológicas (neurocientíficas), levam a um conhecimento parcial e parcelar do ser humano perturbado e da sua doença

Palavras-Chave


Barahona-Fernandes, Psicopatologia, Modelo da personalidade

Texto completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Logotipo Sociedade
Logotipo Cast
Desenvolvido por
Logotipo Principia
Produção editorial